Notícia

Suprema corte dos Estados Unidos toma decisão histórica: trabalhadores LGBTQ não poderão ser discriminados no ambiente de trabalho

Foram seis votos a favor e três contra a decisão de que trabalhadores LGBTQ não sejam discriminados por sua sexualidade e identidade de gênero. Depois de muitos anos de luta por igualdade também profissional, os americanos LGBTQ passam a ser protegidos pelo Artigo 7º da Lei de Direitos Civis de 1964, que proíbe discriminação em locais de trabalho por questões de cor, religião, sexo ou nacionalidade. No processo, três casos de demissão foram analisados — sendo os empregadores apoiados pelo governo de Donald Trump.